(17 votos)

Título original: The Square

Classificação M/14

Duração: 142 min

País: Suécia, Alemanha, França, Dinamarca

Género: Comédia

Data de estreia: 23-11-2017

Realização: Ruben Östlund

Argumento: Ruben Östlund

Produção: Plattform Produktion, Arte France Cinéma, Coproduction Office

Elenco: Claes Bang, Elisabeth Moss E Dominic West


Christian é o respeitado curador de um museu de arte contemporânea; homem divorciado e bom pai dos seus dois filhos, conduz um carro eléctrico e apoia boas causas. 

A sua próxima exposição, "O Quadrado", é uma instalação que pretende evocar o altruísmo em quem a vê, recordando-nos o nosso papel enquanto seres humanos responsáveis pelos nossos congéneres. 

Mas às vezes é difícil viver à altura dos nossos ideais: a resposta incauta de Christian ao roubo do seu telefone vai conduzi-lo a situações das quais ele se envergonha.

Entretanto, os Relações Públicas do museu criam uma campanha inesperada para "O Quadrado". 

A reacção é inflamada e lança Christian, bem como o próprio museu, numa crise existencial.

*****
Festival de Cannes - Palma de Ouro
Festival de San Sebastián - Selecção Oficial

Um filme mordaz, uma comédia negra a atacar a má consciência de uma Europa burguesa e confortável que desconfia de tudo o que lhe é estranho - Expresso

Uma comédia negra que atinge o mundo da arte moderna. Salta à vista um humor glacial que satiriza as performances modernas, o marketing digital e os discursos de feminismo consensuais. - Diário de Notícias

Uma experiência original, visceral, desconfortável e essencial. - Screen International

"[O QUADRADO] proporciona mesmo um espectáculo espantoso, estranho e chocante, com momentos de pura loucura (…) uma sátira extensa e ousadamente surreal (…) pode ter sido inspirada em Roy Andersson ou talvez Lars Von Trier. Há também um toque de Buñuel – mas a assinatura de Östlund é óbvia. É alto cinema. - The Guardian

O que é talvez mais impressionante no estilo evolutivo de Östlund enquanto realizador e comentador social é a sua necessidade de enriquecer todas as cenas que faz com uma diversidade de tones e nuances no espectro sério-cómico. Lembra um chef virtuoso impelido a tentar combinações cada vez mais loucas de de especiarias e ingredientes. - The Hollywood Reporter

#Estreia #Cinema #Filmes #UCICinemas #OQuadrado #TheSquare

Título original: The Square

Classificação M/14

Duração: 142 min

País: Suécia, Alemanha, França, Dinamarca

Género: Comédia

Data de estreia: 23-11-2017

Realização: Ruben Östlund

Argumento: Ruben Östlund

Produção: Plattform Produktion, Arte France Cinéma, Coproduction Office

Elenco: Claes Bang, Elisabeth Moss E Dominic West


Christian é o respeitado curador de um museu de arte contemporânea; homem divorciado e bom pai dos seus dois filhos, conduz um carro eléctrico e apoia boas causas. 

A sua próxima exposição, "O Quadrado", é uma instalação que pretende evocar o altruísmo em quem a vê, recordando-nos o nosso papel enquanto seres humanos responsáveis pelos nossos congéneres. 

Mas às vezes é difícil viver à altura dos nossos ideais: a resposta incauta de Christian ao roubo do seu telefone vai conduzi-lo a situações das quais ele se envergonha.

Entretanto, os Relações Públicas do museu criam uma campanha inesperada para "O Quadrado". 

A reacção é inflamada e lança Christian, bem como o próprio museu, numa crise existencial.

*****
Festival de Cannes - Palma de Ouro
Festival de San Sebastián - Selecção Oficial

Um filme mordaz, uma comédia negra a atacar a má consciência de uma Europa burguesa e confortável que desconfia de tudo o que lhe é estranho - Expresso

Uma comédia negra que atinge o mundo da arte moderna. Salta à vista um humor glacial que satiriza as performances modernas, o marketing digital e os discursos de feminismo consensuais. - Diário de Notícias

Uma experiência original, visceral, desconfortável e essencial. - Screen International

"[O QUADRADO] proporciona mesmo um espectáculo espantoso, estranho e chocante, com momentos de pura loucura (…) uma sátira extensa e ousadamente surreal (…) pode ter sido inspirada em Roy Andersson ou talvez Lars Von Trier. Há também um toque de Buñuel – mas a assinatura de Östlund é óbvia. É alto cinema. - The Guardian

O que é talvez mais impressionante no estilo evolutivo de Östlund enquanto realizador e comentador social é a sua necessidade de enriquecer todas as cenas que faz com uma diversidade de tones e nuances no espectro sério-cómico. Lembra um chef virtuoso impelido a tentar combinações cada vez mais loucas de de especiarias e ingredientes. - The Hollywood Reporter

#Estreia #Cinema #Filmes #UCICinemas #OQuadrado #TheSquare